Antibiótico Azitromicina – Para que serve, posologia, efeitos colaterais

A azitromicina é um antibiótico usado no tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, diarreias, infecções respiratórias e outras doenças infecciosas. A cada vez mais tem sido usado por pessoas de todo o país, especialmente por ser muito eficiente em todos os seus tratamentos.

azitromicina funciona

Ela está presente na classe dos macrolídeos, derivado da eritromicina, um antibiótico que não é mais tão utilizado, por ser mais antigo, porém, é utilizado para pomadas e colírios.

Para que serve?

É indicada para infecções bacterianas sensíveis à azitromicina que podem causar diversas doenças, como:

  • Sinusite;
  • Infecção no nariz;
  • Infecção nos brônquios;
  • Cólera;
  • Acne;
  • Otite;
  • Amigdalites;
  • Pneumonia;
  • Infecções de pele;
  • Infecções nos pulmões.

Esse antibiótico é utilizado contra as seguintes bactérias: Legionella, Haemophilus, Shigella, Clamídia, Mycoplasma, Vibrio cholerae, Streptococcus, Salmonella, Moraxella e Escherichia coli.

azitromicina bacteria

azitromicina verde

Dentre as doenças sexualmente transmissíveis, ela é indicada em tratamentos de infecções genitais não complicadas devido a Chlamydia trachomatis ou cancro na pele causado por bactéria Haemophilus ducreyi.

Contraindicações

azitromicina cabeca

A azitromicina é contra indicado para pessoas com histórias de hipersensibilidade à reações alérgicas, eritromicina ou a um dos antibióticos macrolídios, ou ainda a qualquer componente da fórmula. Não deve ser utilizado em mulheres grávidas, ou que estejam a amamentar.

Não há dados de uso em pacientes com uma grave insuficiência renal, porém, se deve tomar cuidado ao indicar a estes pacientes. Tem sido raramente o relato de reações alérgicas incluindo angioedema e anafilaxia.

Algumas destas reações com o uso resultaram em sintomas recorrentes, e precisaram de um maior tempo de tratamento e observação. Deve ser utilizado com cautela em pacientes com disfunção hepática significante, já que a principal via de excreção é o fígado.

Benefícios

Um dos motivos pelo qual vem sendo muito usado pelas pessoas em seus tratamentos é porque ele se mostra muito eficiente em cada um de seus resultados, sem contar também o fato de que o seu uso acaba trazendo muitos benefícios para os seus pacientes, em especial quando se trata de tratamentos assim como os seguintes:

  • combater infecções;
  • doenças sexualmente transmissíveis;
  • diarreia;
  • tratamento de pneumonia.

Sendo assim pare de perde o seu tempo agora mesmo para que assim possa também ser mais um de seus beneficiados, e também conseguir usar ele com total sucesso acabando com qualquer um dos problemas que possa vir a ter. Mas lembrando que apenas podem ser conseguidos se fizerem o seu uso de forma correta.

Posologia

Ela é encontrada como em forma de comprimido ou até mesmo na forma suspensão oral, podendo ser aplicada de forma injetável também. Este medicamento pode ser tomado  em jejum ou junto com a comida.

A azitromicina deve ser tomada uma vez ao dia, a dosagem, a adaptação da dosagem e o tempo de tratamento deve ser receitado por orientação médica, após exames para avaliar os sintomas e a doença.

azitromicina rosa

Nos tratamentos que contém mais de um dia de duração, o indicado é que o medicamento seja tomado todo dia no mesmo horário. E assim como qualquer outro remédio, a azitromicina deve ser locada em um ambiente seco e longe do calor. Este medicamento deve ser usado para cada doença da seguinte maneira:

  • Pneumonia: 500mg só no primeiro dia, nos dias restantes do tratamento deve ser seguido por 250mg, sendo cerca de 4 dias;
  • Sinusite: 500mg por dia durante 3 dias;
  • Faringite: 500mg apenas no primeiro dia, nos dias restantes do tratamento deve ser seguido assim como a Pneumonia, por 250mg, sendo cerca de 4 dias;
  • Cancro mole: 1000mg em uma dose única;
  • Clamídia: 1000mg em uma dose única.

Efeitos colaterais da Azitromicina

Ela apresente baixa incidência de reações adversas, sendo assim, bem tolerada. Este medicamento não afeta a eficácia do anticoncepcional, por ser um medicamento com tempo limitado, usado por poucos dias. Mesmo ele sendo um dos melhores em suas funções, infelizmente ele vem a ter alguns efeitos colaterais que podem acabar sendo um pouco prejudiciais para os seus pacientes.

azitromicina efeito colateral

azitromicina pilula

Portanto, o anticoncepcional pode ser ineficaz apenas em casos muito raros, onde o tratamento necessitará ser prolongado, necessitando o uso de azitromicina por mais dias. Seus efeitos são muitos, e cada um deles é muito fácil de ser observado, onde seus sintomas são bem claros. Entre os efeitos colaterais mais comuns que são notados entre os pacientes, são:

  • Náusea: Esse efeito colateral muitas vezes você já sentirá logo nos primeiros dias que fazer o uso desse medicamento, pois é um remédio extremamente forte e muitas vezes mexe com o estomago de seus usuários. Então fique atento, não se preocupe ao sentir esse efeito colateral pois é normal em qualquer paciente que estiver fazendo o uso desse medicamento.
  • Diarreia: Já esse efeito colateral é bem comum de acontecer, pois em pacientes que fazem o uso incorreto do medicamento, principalmente aqueles que fazem o uso sem prescrição medica, ou seja, por conta própria pois fazem o uso em uma dosagem acima do permitido, fazendo com que seu corpo reaja com efeitos colaterais.
  • Dor de estômago: Esse efeito colateral dificilmente você conseguirá evitar, pois como já foi dito no primeiro tópico, ele é um medicamento extremamente forte e ao ingerir mexerá com seu estomago de forma que causará muito dor e desconforto na região abdominal.
  • Vômito: Esse efeito colateral não é bem comum assim, pois depende muito do organismo da pessoa que estiver fazendo o uso do medicamento, pois algumas pessoas fazem o uso do medicamento e muitas vezes não tem esse efeito colateral, e outras pessoas fazem o uso e tem. Então depende muito do organismo da pessoa, pois cada corpo irá agir de uma forma com o uso do medicamento.

Já entre os efeitos colaterais mais raros, porém mais graves, estão:

  • Desconforto abdominal;
  • Alteração no funcionamento do fígado com aparecimento de icterícia;
  • Alterações no batimento cardíaco;
  • Tontura;
  • Perda de apetite;
  • Problemas respiratórios;
  • Inchaço do rosto, lábios ou língua;
  • Perda de audição;
  • Alterações nos valores do exame de sangue, como redução das plaquetas;
  • Baixa da pressão arterial.

Caso algum desses efeitos sejam notados, a atitude imediata é parar com o tratamento usando este remédio, e consultar uma orientação médica para que possa avaliar a situação, e por fim, mudar o tratamento.

Preço da Azitromicina

Os preços desse medicamento variam de acordo com os laboratórios responsáveis pela produção do mesmo, e isso quer dizer que ao comprar o seu é indicado que pesquise em mais de uma farmácia para que assim possa encontrar por um preço bem mais baixo, onde pode ser uma diferença pequena, mas também pode ser bem grande. A média de preços são:

  • Azitromicina 500mg: R$ 17,00;
  • Azitromicina 600mg: R$ 30,00;
  • Azitromicina 900mg: R$ 38,00;
  • Azitromicina 1g: R$ 40,00.

Lembrando que ao acessar o seu site oficial é possível que possa conseguir com um desconto muito grande, ois em seu site os seus desenvolvedores de foma constante fazem promoções e ofertas para os seus clientes, para que possam comprar os seus medicamentos por um preço mais baixo facilitando muito a sua compra.

Di-hidratada

Atenção!
A di-hidratada em relação a azitromicina, chega mais rápido e de forma mais abrangente ao local da infecção, sendo assim, melhor absorvida. É indicada em infecções respiratórias, incluindo bronquite e pneumonia, é também indicada em infecções que tem como causa os organismos suscetíveis. Outras indicações para a azitromicina di-hidratada são:

  • Otite média aguda;
  • Infecções da pele;
  • Sinusite;
  • Faringite;
  • tonsilite.

Esse medicamento é utilizado também para doenças sexualmente transmissíveis no homem e na mulher, como:

  • Tratamento de cancro devido a Haemophilus ducreyi;
  • Infecções genitais não complicadas devido a Neisseria gonorrhoeae sem resistência múltipla;
  • Infecções genitais não complicadas devido a Chlamydia trachomatis.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (183 votes, average: 4,70 out of 5)
Loading...

Leave a Reply