Claustrofobia – O que ela é, causas, sintomas e também como tratar dela corretamente.

Você provavelmente já conhece algum tipo de fobia, afinal são dezenas delas e existem todo tipo, dessa maneira muitas pessoas acabam sofrendo por causa delas algo que é extremamente ruim para o dia a dia delas, e uma fobia muito comum que se torna ruim para qualquer um é a claustrofobia.

claustrofobia

Esta fobia faz com que muitas pessoas venham ter medo de ficar em lugares muito fechados e também cheio de pessoas, e é por conta disso que quando elas se encontram nessa situação elas ficam muito angustiadas e tendem a  passar mal.

O que é?

A claustrofobia é um transtorno psicológico caracterizado pela incapacidade da pessoa em ficar muito tempo em ambientes fechados ou com pouca circulação de ar, como em elevadores, trens lotados ou salas fechadas, e dessa maneira quando isso ocorre com tal pessoa ela ainda acaba correndo o risco de desenvolver diversos outros problemas psicológicos graves, como a agorafobia, por exemplo. Saiba mais sobre a agorafobia.

Essa fobia pode levar a sintomas como falta de ar, boca seca, além de também causar mais medo do que o normal o batimento cardíaco tende a aumentar muito, fazendo com a pessoa venha a passar muito mal, e essa fobia acaba acontecendo em crianças, jovens, adultos ou idosos, sem distinção de classe social e deve ser tratada com mediação e sessões de psicoterapia.

Claustrofobia sintomas

A fobia é caracterizada principalmente pelo sentimento de medo, além de também poder causar uma enorme ansiedade e angústia quando tais pessoas que a possuem se encontram em lugares super lotados, além de também se imaginarem em lugares assim. Os principais da claustrofobia são:

  • Taquicardia;
  • Medo e angústia;
  • Sudorese;
  • Boca seca.

claustrofobia sintomas

A pessoa acredita que as paredes estão se movendo, o teto abaixando e o espaço diminuindo, por exemplo, o que estimula o surgimento dos sintomas. Em diversos casos quando esta fobia esta presente no psicológico da pessoa o individuo acaba possuindo um medo em excesso, fazendo assim com que a pessoa venha se preocupar muito com tudo isso, podendo essa fobia evoluir para o transtorno de ansiedade generalizada. Veja tudo sobre o Transtorno da Ansiedade Generalizada.

Tratamento

O tratamento para fobia em questão pode ser feito através de sessões de psicoterapia que por vezes pode estar associada ao uso de medicamentos ansiolíticos e antidepressivos que podem ajudar a para que assim a pessoa não venha sofrer muito por causa dos sintomas e assim desenvolver problemas como depressão, pois quando a pessoa tem essa fobia ela procura nem ao menos correr o risco de se encontrarem em lugares isolados, dessa maneira sempre buscam ficar isoladas das outras pessoas.

O tratamento é demorado, mas alcança bons resultados, e por isso a fobia em questão tem controle, que só será alcançado quando o tratamento for seguido corretamente. As sessões de psicoterapia são fundamentais, afinal em tais sessões as pessoas que possuem esse problema tendem a enfrentar as situações que não gostam, ficando assim ansiosas e angustiadas, fazendo com que encarem o medo e passem a se sentir melhor diante dessas situações.

Claustrofobia Causas

Mesmo se a criança não sofrer nenhum trauma, é bem possível que o medo venha ocorrer devido ao passado que tiveram com os seus país. Se o pai ou a mãe tem claustrofobia, eles podem transmitir a sensação de medo e ansiedade para os filhos durante a sua fase de desenvolvimento.

claustrofobia causas

Esse aprendizado negativo que é transmitido ao evitar elevadores ou demonstrar pavor ao estar em um local fechado, afinal isso tudo acaba mostrando a criança que tas lugares se tornam lugares ruins e amedrontadores e por causa disso que elas acabam evitando eles.

Além dos fatores já citados, muitas causas são relacionadas as emoções que podem ser associadas ao desenvolvimento de claustrofobia, como repressão de atitudes e emoções. Como sabemos a fobia em questão tende a refletir o sufocamento, como cobranças excessivas, desrespeito, desvalorização e negação de sentimentos. E ela demonstra que a pessoa acaba necessitando do seu próprio espaço. Além disso, a ansiedade também é um fator de risco, visto que pessoas ansiosas possuem uma predisposição maior de apresentar claustrofobia.

São diversas as emoções que ocorrem quando se trata dessa fobia e é por causa disso que elas devem ser tratadas corretamente. É fato que a claustrofobia prejudica a vida pessoal e profissional de quem desenvolve esse problema. Afinal já pensou em não usar elevadores para subir em um prédio alto, não utilizar metrô ou não conseguir fazer um exame de ressonância magnética? Se esse é o seu caso, não hesite em buscar ajuda profissional. Liberte-se dessa fobia e melhore a sua saúde emocional.

Você tem ou conhece alguém com claustrofobia? Se você conhecer alguém pode entender ela agora e ver o que ela acaba sofrendo em diversas situações em que ela se encontra algumas vezes em sua vida, dessa maneira pode falar para ela se tratar.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply