Clindamicina – Descubra aqui a forma de usar ele corretamente e também para que ele serve.

A saúde hoje em dia se torna extremamente afetada por diversos tipos de doenças que mesmo sendo graves ou ruins, são tratadas de maneira simples e rápida, e isso se deve principalmente ao desenvolvimento da tecnologia que proporcionou a criação de medicamentos como o clindamicina, este medicamento que se torna muito conhecido e famoso pelo fato de ser capaz de tratar diversos tipos de problemas presentes em nosso organismo.

clindamicina

Por conta disso que iremos falar sobre ele hoje, pois iremos mostrar quais são as doenças que ele pode tratar de também conhecer outras propriedades que acabam existindo em relação ao seu uso.

Para que serve?

Já sabemos que este medicamento pode tratar de mais de uma doença, no entanto quais são essas doenças que podem ser curadas com o uso certo do clindamicina, elas são graves ou simples? Os problemas que tendem a ser resolvidos com a utilização deste medicamento são em geral infecções, e estas infecções podem ser:

  • Infecções da pele e tecidos moles;
  • Infecções dentárias;
  • Infecções do trato respiratório superior e inferior;
  • Infecções da pelve e trato genital feminino.

Todos estes problemas que podem causar inúmeros sintomas desconfortáveis em quem os possuí, dessa maneira sempre se torna interessante saber mais sobre o remédio em questão.

Contraindicações

Existe outra coisa que deve saber quando se deseja tomar um medicamento, afinal você deve saber se é seguro para você utilizar o medicamento, ou seja, se ele irá te fazer bem ou mal dependendo da situação. Por isso que agora iremos mostrar as contraindicações que existem no clindamicina e assim ver quem deve e quem não deve utilizar ele.

clindamicina contraindicações

Saiba que este produto possuí apenas uma contraindicação, esta que esta relacionada a alergia que alguns indivíduos possuem a qualquer componente que acabe existindo dentro da fórmula do remédio, assim se caso haver a toma, ele acaba sofrendo de efeitos colaterais, por isso se torna melhor optar por outra forma de tratamento.

Bula

Iremos agora ver a essencial deste fármaco, ver o porque dele tratar de diversos tipos de infecções que ocorrem em nosso organismo, e além disso também ver o porque dele ser contraindicado para alguns pacientes que necessitam de sua toma, afinal agora iremos conhecer os componentes que se encontram dentro dele.

Assim se deseja saber quais são todos eles preste atenção na lista logo abaixo:

  • Componente principal: cloridrato de clindamicina 300 mg;
  • Talco;
  • Dióxido de silício;
  • Amido;
  • Estearato de magnésio;
  • Croscarmelose sódica.

Clindamicina aonde devo guardar?

Muitas pessoas não sabem, mas é sempre importante guardar um medicamento com cuidado, mais ainda saber a data de validade dele, esta última acaba sendo escrita logo na sua embalagem e é fácil de se observar, e quando se trata deste medicamento em questão ela é de 24 meses após a sua fabricação, ou seja, 2 anos de uso.

clindamicina aonde guardar?

Se tratando agora de guardar ele em segurança para que assim ele ainda venha conseguir funcionar em nosso organismo, pode deixar ele em um lugar com temperatura ambiente de mais ou menos 30ºC, no entanto se preocupe em deixar distante da luz e da umidade.

Posologia

Vamos ver agora a forma que este medicamento deve ser usado para que assim ele consiga trazer a cura de certas infecções que acabam afetando o nosso corpo. A forma que este medicamento é ingerido varia bastante, no entanto na maioria das vezes se torna 900 mg por dia, sendo tomado assim um comprimido a cada 8 horas.

Esta forma de usar o medicamento em questão pode mudar em seu caso, por isso converse bastante com o médico sobre isso, porque assim ele pode te indicar uma forma de tomar este medicamento para a sua doença em questão que esteja te afetando.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são a pior coisa que um medicamento pode proporcionar ao nosso corpo, por causa disso devemos ficar muito atentos para que assim estes efeitos não venham a surgir, em prática não é muito difícil já que eles surgem devido a toma em excesso do medicamento, além de quando ele é tomado contraindicação.

Por isso não se torna um grande desafio se prevenir dos seguintes efeitos:

  • Náusea;
  • Fezes soltas ocasionais;
  • Dor abdominal;
  • Vômito;
  • Diarreia esofagite;
  • Prurido;
  • Erupções cutâneas;
  • Icterícia;
  • Eosinofilia;
  • Trombocitopenia;
  • Vaginite;
  • Agranulocitose;
  • Neutropenia transitória;
  • Síndrome de Stevens-Johnson.

clindamicina efeitos colaterais

Clindamicina Preço

Como sabemos, um medicamento tem seu preço alterado devido a quantidade presente dentro de sua embalagem e também dependendo da farmácia aonde é produzido, no caso do clindamicina ele acaba tendo o preço de mais ou menos R$ 55, um custo que esta acima da maior parte dos medicamentos.

Onde encontrar?

Vimos acima o preço que este medicamento tende a possuir, e como ele se torna um pouco mais caro que a maior parte dos fármacos, podemos dizer que nem sempre ele poderá ser encontrado em farmácias convencionais, portanto pode ser mais garantido procurar ele de uma vez em farmácias mais populares de sua cidade.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply