Eritromicina – Descubra aqui a forma de usar ele corretamente e também para que ele serve.

As doenças nos afetam desde quando nascemos e assim sabemos que ela são algo que realmente incomoda e faz um tremendo mal ao estado da nossa saúde, sem contar que elas também causam dor por causa de diversos sintomas que acabam surgindo devido a grave alteração no funcionamento do nosso corpo. Por isso que hoje em dia temos medicamentos como o Eritromicina que agem a favor de nossa saúde para se livrar de alguns problemas que à afetam.

Eritromicina

Os medicamentos de fato existem a muitos anos e cada vez mais vem sendo práticos e presentes em nossas casas para que assim logo no surgimento de alguma doença ela venha ser curada com facilidade, isso acontece quase sempre, porém os remédios nem sempre são tão simples assim pois como se tratam de produtos químicos devemos sempre ter aquela atenção extra até porque eles também pode causar mal à nossa saúde e disso poucos sabem.

Hoje em dia temos muita facilidade em conseguir informação, e deve ser por causa disso que esta aqui, para conhecer mais sobre o uso do remédio Eritromicina e ver como que ele funciona em nosso organismo, sabendo quais são as suas propriedades que o compõe e fazem ele se tornar o medicamento que é.

Eritromicina para que serve?

Antes de tudo é bom saber para que o remédio em questão é usado, pois o remédio em questão é muito conhecido pelo fato de que ajuda muitas pessoas a conseguirem se livrar de problemas de saúde, o que é extremamente bom para elas.

Eritromicina para que serve?

Na maioria das vezes o remédio que estamos citando nesse artigo ajuda pacientes a tratar das seguintes doenças:

  • Infecções do trato respiratório inferior de leve a moderada gravidade;
  • Difteria;
  • Amebíase intestinal;
  • Infecções da pele e tecidos moles de leve a moderada gravidade;
  • Conjuntivite do recém-nascido, pneumonia da infância e infecções urogenitais durante a gravidez;
  • Doença dos legionários;
  • Infecções do trato respiratório superior de leve a moderada gravidade;
  • Sífilis primária;
  • Eritrasma;
  • Infecções;
  • Coqueluche;
  • Profilaxia a curto prazo contra endocardite bacteriana.

Contraindicações

Não podemos nos esquecer de comentar sobre as contraindicações que os produtos farmacêuticos possuem, algo que possuí extrema importância na hora da toma de qualquer medicamento porém é sempre deixado de lado, o que é algo muito ruim pois pode causar efeitos colaterais quando o remédio realmente não deveria ser ingerido pelo paciente.

Devemos ter em mente que um remédio nem sempre pode ser tomado por todos, por exemplo o Eritromicina não é tomado em casos de doenças no fígado, mulheres que estão gravidas ou que amamentam e também por qualquer indivíduo que possua alergia a componentes que existem em sua bula.

Bula

A bula de um fármaco é sua essência e por isso também devemos conhecer bem sobre ela, por isso não se preocupe pois aqui irá ver como que a bula desse medicamento funciona, conhecendo assim as substâncias químicas que possibilitam esse produto ser capaz de curar tantos problemas de saúde como vimos no primeiro tópico deste artigo.

Eritromicina bula

  • Componente principal: Estolato de Eritromicina 720 mg;
  • Manitol;
  • Amidoglicolato de sódio;
  • Povidona;
  • Estearato de magnésio.

Eritromicina posologia

Uma parte importante talvez a que todos devem ao menos se preocupar em saber é a posologia, afinal ela acaba definindo a quantidade que será ingerida do medicamento e como aqui é um site e não podemos saber qual o problema que esta enfrentando em seu corpo não deve seguir a dosagem que será citada aqui pois ela pode mudar em algumas ocasiões.

Você deve se preocupar em procurar um médico e assim consultar ele antes de sair tomando qualquer medicamento, pois assim pode conseguir uma dosagem mais específica. Para que ao menos venha ter uma base, o Eritromicina é usado 2 vezes ao dia sempre 1 comprimido a cada 12 horas.

Efeitos colaterais

Já falamos aqui sobre as contraindicações que se foram deixadas de lado e o remédio de fato ser contraindicado para o paciente pode ocasionar em problemas de saúde que surgem por causa da toma do produto, e de fato isso pode ocorrer e é agora que iremos citar os problemas que podem surgir devido a toma irresponsável desse medicamento.

Eritromicina efeitos colaterais

São raras as vezes em que foram citados os casos onde pacientes sofreram por causa desses efeitos colaterais, até porque a maioria presa por utilizar o fármaco da forma certa, o que é o que todos devemos fazer, pois se caso não for feito os seguintes efeitos podem ocorrer:

  • Náusea;
  • Diarreia;
  • Mal-estar;
  • Vômito;
  • Cólica abdominal;
  • Icterícia;
  • hepatotoxicidade;
  • Taquicardia ventricular torsade des pointes;
  • Arritmia ventricular;
  • Perturbação da função hepática.

Preço e onde encontrar?

Se você planeja utilizar este medicamento terá que desembolsar cerca de R$ 30 pois este se torna o custo médio deste produto hoje em dia, isso é algo que influência em sua comercialização que faz com que ele venha existir em todo tipo de farmácia, o que é muito bom.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply