Óleo de Prímula – Para que ele serve, suas propriedades, como tomar, benefícios e muito mais.

Existe uma planta que possuí nome de prímula-da-noite ou estrela-da-noite (Oenothera biennis) e dela obtém-se o óleo de prímula, este óleo que é uma gordura extremamente rica em diversos tipos de nutrientes que ajudam em nosso saúde, auxiliando no emagrecimento. Rica em ácidos graxos poli-insaturados, a planta nativa da América do Norte já era utilizada pelos índios norte-americanos muitos séculos atrás para o tratamento de problemas da pele, ferimentos e hemorroidas.

Óleo de Prímula

Nos últimos anos, o óleo de prímula acabou sendo “descoberto” por pessoas que buscam ter uma saúde melhor, já que há evidências de que o tipo de ácido graxo que compõe o suplemento pode melhorar o controle do apetite e facilitar a perda de peso. Dessa forma se torna importante haver a preocupação em conhecer este e também diversos outros benefícios que este óleo pode nos proporcionar, além de possíveis efeitos colaterais e a melhor maneira de tomar o suplemento abaixo:

Para que serve?

Como sabemos este produto acaba se tornando muito usado para que assim as pessoas venham conseguir emagrecer, a verdade é que nas cápsulas gelatinosas do suplemento pode ser encontrado alívio para uma série de condições.

Afinal este suplemento serve em diversos casos para auxiliar no tratamento dos seguintes problemas que ocorrem em nosso organismo:

  • Desequilíbrio hormonal;
  • Artrite reumatoide;
  • Dermatite;
  • TPM;
  • Inflamações;
  • Pressão alta;
  • Eczema;
  • Hiperatividade infantil;
  • Infertilidade feminina.

Propriedades

Assim como os óleos de girassol e de cártamo, este óleo chamado de Óleo de Prímula acaba se tornando muito bom para a saúde devido ele ser a fonte de diversos tipos de ácidos graxos que se tornam essenciais para o tipo ômega 6. Trata-se de um tipo de gordura que o corpo não é capaz de sintetizar, dessa maneira acaba tendo que ser ingerida durante a alimentação, o que raramente acontece.

Óleo de Prímula propriedades

Quando se trata dos ácidos graxos que são encontrados no óleo em questão que se tornam ideais para o omega 6, eles são GLA, ou ácido gama-linolênico, e o LA, ou ácido linoleico. O organismo consegue sintetizar GLA a partir do LA, e o ácido gama-linolênico por sua vez é necessário para a síntese da prostaglandina E1 (PGE1).

Com propriedades semelhante às dos hormônios, a prostaglandina E1 ajuda a reduzir ou até mesmo inibir as inflamações, previne a trombose, acaba ainda melhorando os níveis de colesterol ruim que acaba havendo no nosso sangue sem contar que todas essas propriedades ajudam no fortalecimento das paredes dos vasos sanguíneos.

Quando se trata da fórmula dos suplementos que são encontrados no mercado, o teor que existem neles de GLA é de cerca de 8-10%, e o de LA de 70 a 72% do total do produto. Outros ácidos graxos que compõem o óleo de prímula são o ácido palmítico, ácido oleico e ácido esteárico.

Óleo de Prímula benefícios

Seja através do uso tópico ou via oral, este suplemento é muito recomendado por diversos tipos de especialistas devido ao fato dele ajudar e muito diversos quesitos de nossa saúde. Veja os principais:

Emagrecimento

Quando se trata do ele óleo de prímula não emagrece, entretanto ele ajuda diversos outros fatores a proporcionar uma emagrecimento mais saudável e também mais rápido para quem o utiliza no dia a dia – isto é, se você aliá-lo à dieta e à atividade física, pode sim emagrecer com o óleo de prímula.

Óleo de Prímula benefícios

Isso porque o óleo de prímula:

  • Reduz o valor glicêmico da refeição;
  • Tem absorção mais lenta que os carboidratos;
  • Pode ajudar a diminuir as reservas de gordura;
  • Reequilibra a função hormonal;
  • Contém ácido gama-linolênico.

Reduz Colesterol

Faz muito tempo que diversos tipos de cientistas descobriram que o ácido gama-linoleico e torna um componente que diminui o LDL (colesterol ruim) no sangue, e que esse efeito se deve mais uma vez à ação do GLA, que inibe a síntese de colesterol e de triglicérides. Vimos que este produto em questão acaba fazendo com que o nível HDL acaba abaixando muito quando se trata da sua circulação no sangue, a dica é combiná-lo com óleo de peixe (ômega 3), que eleva as taxas do “bom colesterol”.

Óleo de Prímula Como Tomar?

A melhor maneira de tomar óleo de prímula é com água ou suco (evite esta segunda opção se estiver tentando emagrecer ou então se não quiser correr o risco de sofrer com inchaço abdominal). Como este suplemento é utilizado na maior parte dos casos para proporcionar o emagrecimento, as pessoas tomam ele antes de refeições para que assim ele ajudem elas, mas para as demais condições a recomendação é ingerir as cápsulas após ter saído da mesa.

Óleo de Prímula como tomar?

Se torna importante saber que este óleo em questão se torna muito mais potente quando ele é misturado com o óleo de peixe (também encontrado na forma de suplementos de ômega 3) para melhores resultados. Por causa disso você pode sim utilizar os dois de uma vez para que consiga adquirir mais benefícios.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply